_________________________

"Sem dúvida, a Sociologia não valeria uma hora de trabalho... se não fosse para se atribuir a tarefa de restaurar às pessoas o significado de sua própria ação". [Pierre Bourdieu]
_________________________

26 de setembro de 2012

Vaga de Monitor para estudantes do Curso de Pedagogia do IEAR


UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
PROGRAMA DE MONITORIA
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE ANGRA DOS REIS
DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO

1.Título do Projeto: Análise e acompanhamento do desenvolvimento das propostas de alfabetização de Angra

2. Disciplinas vinculadas ao Projeto.
Alfabetização I e II
PPP IV

3. Professores orientadores vinculados ao Projeto.
Rodrigo Torquato
Alexandra Garcia

4. Número de vagas oferecidas: 1

5. DAS INSCRIÇÕES.
O período de inscrição para este edital é de 26 de setembro a 3 de outubro de 2012.
Endereço eletrônico da página disponibilizada para a inscrição: sistemas.uff.br/monitoria
Somente poderão se inscrever os alunos do curso de pedagogia da UFF, em Angra dos Reis, ativos no primeiro semestre de 2012.
O monitor deverá estar regularmente inscrito em pelo menos uma disciplina de Graduação e não poderá ser beneficiário de nenhuma outra bolsa concedida pela UFF, além da oferecida pelo Programa de Monitoria, sob qualquer título.
O monitor deve estar cursando as disciplinas vinculadas ao projeto, ou já tê-las cursado.

6. DAS PROVAS
6.1 Prova Escrita: dia 4 de outubro de 2012, as 16hs.
6.2 Entrevista: Dia 4 de outubro de 2012, as 18hs.

7. Local de realização: Campus da UFF em Jacuecanga, Angra dos Reis.

8. Ementa relativa ao projeto objeto do concurso.

Contextualização das disciplinas Alfabetização I e II, tendo como característica o acompanhamento das propostas e dos projetos de alfabetização em curso na rede pública do município de Angra dos Reis.

9. Critérios de seleção.
Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem média final superior ou igual a 7,00 (sete) no processo seletivo.

10. Bibliografia indicada.
GARCIA, R.L.; ALVES, N. Atravessando fronteiras e descobrindo (mais uma vez) a complexidade do mundo. In: ALVES, Nilda, GARCIA, R. O Sentido da escola. Rio de Janeiro: DP et alli, 2007.
ZACCUR, E. (org.). A magia da linguagem. Rio de Janeiro: DP&A: SEPE, 1999.
11. Critérios de desempate: Em caso de empata será melhor avaliado o candidato que tiver maior CR, Coeficiente de Rendimento (média de notas em seu histórico).
12. Instâncias de recurso.

O candidato poderá entrar com recurso, após o resultado, junto ao Departamento de Educação do IEAR. O prazo de recurso, é de 72 (setenta e duas) horas após a divulgação dos resultados do processo seletivo.

13. DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO.
13.1-Os candidatos classificados deverão comparecer à Secretaria do Departamento até o dia 11 de maio para assinar o Termo de Compromisso. Será considerado desistente o candidato que não satisfizer a esta exigência.

Angra dos Reis, 25 de setembro de  2012.
  
André Andrade Pereira (Coordenador de monitoria)
  
Marcos Marques de Oliveira (Chefe de Departamento) 

25 de setembro de 2012

O que há além do público e do privado?

Car@s Alun@s,

Como sabem, a relação entre público e o privado na educação é um dos temas dos nossos próximos seminários.

Segue, no link abaixo, uma matéria da Globo News, sobre a produção de tulipas na Holanda, que pode a nos ajudar a pensar sobre o assunto:

http://globotv.globo.com/globo-news/mundo-sa/t/todos-os-videos/v/tulipas-da-holanda-atraem-turistas-e-sao-vendidas-no-mundo-inteiro/2155804/

De que forma podemos retratar o jardim retratado na reportagem? Ele é publico ou privado?

Aproveito para lembrar que temos ainda dois temas procurando candidatos:

- Grupo 3 - Tema: "Educação e Terceiro Setor". Texto-base: O projeto político-pedagógico da terceira via, de Marcos Marques de Oliveira.

- Grupo 4 - Tema: "Bourdieu e a Educação". Texto-base: As apropriações da obra de Pierre Bourdieu no campo educacional brasileiro, de Afrânio Catani, Denise Catani e Gilson Pereira.

Quem se habilita?

22 de setembro de 2012

Seminário "Marx e o marxismo 2012: sujeito histórico e classes sociais"


Marx e o Marxismo 2012: Sujeito histórico e classes sociais

Evento em homenagem a Carlos Nelson Coutinho

Data - 02 a 05 de outubro de 2012
Horário - 10:00 -12:00 / 14:00 - 17:00 / 18:00 - 21:00
Local - UFF - Campus do Gragoatá - Bloco D – Faculdade de Educação

Inscrições livres e gratuitas até o dia 28 de setembro. Para inscrever-se, escreva uma mensagem para o endereço eletrônico niep-marx@vm.uff.br com as seguintes informações:
(1) nome, escolaridade, ocupação;
(2) as atividades da programação que deseja participar (por exemplo, todos os minicursos e plenárias ou minicurso 1 (MC1) e plenárias etc.)

[Certificado para participantes com pelo menos 75% de frequência por atividade.]

Ajude-nos a divulgar o evento enviando o cartaz para a sua lista. Baixe aqui o cartaz.

Programação

Plenárias (18:00 - 21:00 h)
Dia 02 de outubro - Sujeito histórico na obra de Marx
Ricardo Antunes (UNICAMP, Sociologia), Marcelo Badaró Mattos (História), Maurício Vieira Martins (Sociologia) e João Leonardo Medeiros (Economia – mediador)
Local: Auditório Florestan Fernandes

Dia 03 de outubro - Sujeito histórico, arte e cultura
Luciana Requião (Educação, Angra), Juarez Duayer (Arquitetura) e Alexis Saludjian (UFRJ, Economia – mediador)
Local: Auditório Florestan Fernandes

Dia 04 de outubro - O sujeito na psicanálise e o sujeito da história
Virgínia Fontes (ESPJV Fiocruz / UFF PPGH), Paulo Becker (Letra Freudiana, Psicanalista) e José Rodrigues (Educação – mediador)
Local: Sala Paulo Freire

Dia 05 de outubro - Marx, marxismo e o Estado
Paulo Henrique Furtado de Araújo (Economia), Giovanni Semeraro (UFF, Educação) e Ronaldo Rosas Reis (Educação – mediador)
Local: Sala Paulo Freire
Minicursos
MC1. Sujeito histórico e transformação social no pré-capitalismo
Professores: Equipe do Niep-Pré-K
Dias 02 a 05 de outubro de 2012
Horário: 10 às 12 horas
Local: Auditório Florestan Fernandes (dias 02 e 03) e Sala Paulo Freire (dias 04 e 05)

MC2. Formas de organização dos trabalhadores no capitalismo contemporâneo
Professoras: Kênia Miranda e Renake Neves
Dias 02 e 03 de outubro de 2012
Horário: 14 às 17 horas
Local: Auditório Florestan Fernandes

MC3. Sujeito histórico em O Capital de Marx
Professor: André Guimarães Augusto
Dias 04 e 05 de outubro de 2012
Horário: 14 às 17 horas
Local: Sala Paulo Freire



ApoioGEM (Grupo de Estudos Marxistas) - UFF / NUFIPE - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Filosofia, Política e Educação - UFF / Grupo de Pesquisa Teoria Social e Crítica Ontológica - Economia UFF / LEMA/UFRJ - Laboratório de Estudos Marxistas / Programa de Pós-Graduação em Educação UFF

21 de setembro de 2012

Carlos Nelson Coutinho por Virgínia Fontes


Prezad@s Alun@s,

Tive o prazer e honra de ser aluno da professora Virgínia Fontes, com quem fiz um curso sobre Antonio Gramsci, durante o meu doutoramento na FEUFF, ministrado em companhia da professora Lúcia Neves. Recebi, pela newsletter do NUFIPE (meu grupo de pesquisa), este depoimento dela sobre Carlos Nelson Coutinho, e socializo com vocês como subsídio para os nossos futuros encontros, nos quais o debate sobre "democracia" e "socialismo" estará presente.

"Escrevo para chorar a perda de um grande amigo, desses que existem poucos no mundo. Carlos Nelson Coutinho faleceu hoje, dia 20 de setembro de 2012, após uma intensa luta contra um câncer, período em que contou com todo o apoio e carinho de Andréa, sua mulher e de Natália, sua filha.

Sinto um enorme vazio, ao tempo em que me dou conta de conservar a plenitude de um legado feito de reflexões, de afetos, de bom humor baiano, legado comunista e internacionalista. É do fundo dessa dolorida contradição que escrevo. Tive o privilégio de me tornar amiga desse homem, de quem muitas vezes discordei e com quem partilhei a experiência de que o comunismo é mais do que um receituário conceitual, é mais do que uma batalha de citações: é um mundo do pensamento pulsante e em luta, na política, na sociedade, nos partidos, na economia, na historicidade, na erudição, na arte. Luta pulsante presente também na amizade.

Comunista, o mais importante gramsciano brasileiro, Carlos Nelson foi um grande teórico marxista e o nosso mais importante pensador da democracia e, sobretudo, das exigências permanentes de democratização no Brasil. Não uma democracia mesquinha e rebaixada, a aplastrar as conquistas populares duramente alcançadas, mas uma democratização que espelhe e assegure a plena socialização da existência em todos os sentidos, da economia ao cotidiano. Carlos Nélson nunca exigiu acordo pleno de ideias para oferecer seu respeito e seu afeto, e com isso ensinou a muitas gerações a compreender que a luta de classes, por ser rigorosa, precisa também ser franca, aberta e plena.

Me despeço do homem, a quem não consegui abraçar antes da partida. Abre-se agora o tempo do longo e profundo em torno de sua obra, não para elogios póstumos, mas para o intenso debate que ela impõe, merece e exige. Ele se foi, mas permanece. Carlos Nélson sai de nosso convívio para se converter em nosso clássico."

Virgínia Fontes - Professora de História (UFF)

20 de setembro de 2012

Brasil perde um dos seus mais importantes pensadores: Carlos Nelson Coutinho


Nota da Escola de Serviço Social (ESS) da UFRJ:
"Senhores professores, funcionários técnico-administrativos e alunos da ESS,
A Direção da ESS cumpre o doloroso dever de comunicar, o falecimento do querido Professor Emérito Carlos Nelson Coutinho, ocorrido esta manhã.
O velório será realizado no Atrium do Fórum de Ciência e Cultura, devendo o corpo chegar por volta das 14:00 horas.

Informamos ainda que estão suspensas as atividades acadêmicas, inclusive aulas.

Tão logo tenhamos outras informações, estas serão repassadas a todos.

Direção/ESS"
Aqui, nesse link, um pouco da história desse importante pensador marxista brasileiro, que nos ensinou, entre outras coisas, que sem "democracia não há socialismo e que sem socialismo não há democracia"- eternizando a velha lição de Karl Marx: "Um fim que necessita de meios injustos, não é um fim justo".
Perdemos Carlos. Mas ganhamos sua grande obra.
Marcos Marques

19 de setembro de 2012

Sociologia da Educação II: programação das últimas aulas do 1º Período de 2012

Prezados alunos,

Com a definição oficial do novo calendário acadêmico pelo CEP, a programação para os últimos encontros da nossa disciplina, relativos ao 1º Semestre de 2012, ficou da seguinte forma:
_______

24/09 - ENCONTRO 11 - A SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL: A CONTRIBUIÇÃO DE FLORESTAN FERNANDES

Texto-base: O articulista Florestan: democracia e educação em tempos de neoliberalismo. In: FÁVERO, Osmar (Org.). Democracia e educação em Florestan Fernandes. Campinas, SP/Niterói, RJ: Autores Associados/EdUFF, 2005. (149-200).

Textos-complementares:
Florestan Fernandes, Marcos Marques de Oliveira

- Contribuições de Florestan Fernandes ao estudo das culturas infantisDeise Arenhart

Filme: Florestan Fernandes – O mestre. Brasil, 2004. 50 min. Direção: Roberto Stefanelli.
_______

01/10 - ENCONTRO 12 - A SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL: A CONTRIBUIÇÃO DE FLORESTAN FERNANDES (cONTINUAÇÃO)


_______

08/10 - ENCONTRO 13 - SEMINÁRIOS: NOVAS ABORDAGENS EM SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO

Grupo 1 - Tema: "Poder na escola"
Texto-base: As relações de poder na escola, de Maurício Tragtemberg

Grupo 2 - Tema: "Escola e violência"
Texto-base: A violência na escola: como os sociólogos franceses abordam a questão, de Bernard Charlot

Grupo 3 - Tema: "Educação e Terceiro Setor"
Texto-base: O projeto político-pedagógico da terceira via, de Marcos Marques de Oliveira


_______
15/10 - dia do professor (feriado)


_______

22/10 - agenda acadêmica (dia letivo)



_______

29/10 - ENCONTRO 14 - SEMINÁRIOS: NOVAS ABORDAGENS EM SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO

Grupo 4 - Tema: "Bourdieu e a Educação"
Texto-base: As apropriações da obra de Pierre Bourdieu no campo educacional brasileiro, de Afrânio Catani, Denise Catani e Gilson Pereira

Grupo 5 - Tema: "Educação e Mídia"
Texto-base: Escolas escolares e opções profissionais: entre a família, a escola e os amigos, que papel desempenham os media, de Maria Benedita Portugal e Melo

Grupo 6 - Tema: "Educação Pública x Ensino Privado"
Texto-base: Da escola pública ao colégio privado: entre a homogeneidade perdida e a homogeneidade reivindicada, de Maria Luísa Quaresma
_______

05/11 - ENCONTRO 15 - AVALIAÇÕES: CURSO E INDIVIDUAL

_______
Qualquer dúvida, resolvemos na próxima segunda.

Até lá!

Marcos Marques