_________________________

"Sem dúvida, a Sociologia não valeria uma hora de trabalho... se não fosse para se atribuir a tarefa de restaurar às pessoas o significado de sua própria ação". [Pierre Bourdieu]
_________________________

15 de setembro de 2014

[Sociologia da Educação II] Estudo dirigido: gênese e desenvolvimento do sistema de ensino brasileiro

Prezad@s,

Seguem as questões do Estudo Dirigido a ser entregue no dia 26 de outubro de 2014:

1. Quais foram, segundo Talcott Parsons, as três revoluções correspondentes aos processos estruturais que contribuíram para a consolidação das sociedades ocidentais? Descreva suas características principais.

2. Quais são as características do ensino jesuítico que predominou no Brasil Colonial? Qual foi, nesse sentido, o efeito da ausência da concorrência protestante na formação inicial do nosso sistema de ensino?

3. O que mudou com a vinda da Família Real Portuguesa no panorama cultural do Brasil Colonial? De que maneira esse fato contribuiu para os debates sobre o papel da Educação no Brasil Imperial?

4. O que mudou com o advento da República? Tivemos, finalmente, o fim do “dualismo” educacional vigente nos regimes anteriores?

5. Qual foi o principal efeito da “Revolução de 1930” no campo educacional? Como a Igreja Católica se posicionou frente às realizações dos  governos de Getúlio Vargas?

6. Que fato novo surgiu ao final do Estado Novo que impactou a correlação de forças no campo do ensino privado?  Qual foi o seu principal significado?

Além dos textos de minha autoria (conferir o programa da disciplina), sugiro como leitura complementar o artigo "Desafios da educação no Brasil", do cientista social Simon Schwartzman, que atualiza a análise da formação do nosso sistema de ensino até o governo FHC, com alguns prognósticos sobre os últimos 12 anos do governo petista. Vale conhecer.

Att. Marcos Marques

Nenhum comentário: