_________________________

"Sem dúvida, a Sociologia não valeria uma hora de trabalho... se não fosse para se atribuir a tarefa de restaurar às pessoas o significado de sua própria ação". [Pierre Bourdieu]
_________________________

20 de novembro de 2012

Sociologia da Educação II (Turma N2 - Noite): Cronograma de Aulas

Prezad@s Alun@s,

Segue, abaixo, o cronograma de encontros da disciplina de "Sociologia da Educação II", Turma N2, Turno da Noite, que ocorrerão às sextas-feiras, das 18h às 22h:

Aula
Data
Tópico
1
23/nov
0. Apresentação do curso
2
30/nov
1. A sociologia compreensiva de Max Weber: crise civilizatória de uma sociedade racionalizada
3
07/dez
2. A gênese educacional brasileira: entre o público e o privado (Parte I: As origens da Educação no Brasil)

14/dez
2. A gênese educacional brasileira: entre o público e o privado (Parte II: A Igreja e o sistema de educação brasileiro)
5
04/jan
3. Retratos da Educação Brasileira: ontem e hoje
6
11/jan
Avaliação 1 - Prova Individual
7
18/jan
4. A Sociologia da Educação no Brasil (Parte I: A contribuição de Fernando de Azevedo)
8
25/jan
4. A Sociologia da Educação no Brasil (Parte II: A contribuição de Florestan Fernandes)
9
09/fev
Avaliação 2 - Estudo Dirigido
10
15/fev
5. Novas Abordagens em Sociologia da Educação: I. Poder & Escola
11
22/fev
5. Novas Abordagens em Sociologia da Educação: II. Escola & Violência
12
01/mar
5. Novas Abordagens em Sociologia da Educação: III. Educação & Terceiro Setor
13
08/mar
5. Novas Abordagens em Sociologia da Educação: IV. Bourdieu e a Educação
14
15/mar
5. Novas Abordagens em Sociologia da Educação: V. Educação & Mídia
15
22/mar
6: Aula Final e Avaliação Geral: Como educar na pós-modernidade?


A Bibliografia Básica, por ordem de leitura, é a seguinte:

1. RODRIGUES, Alberto Tosi. Sociedade, educação e desencantamento. In: TOSI, A. Sociologia da Educação. 6ª ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007. (pp. 51-69).

2. OLIVEIRA, Marcos Marques de. Os empresários da educação e o sindicalismo patronal: o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro (1944-1990). Bragança Paulista, SP: EdUSF, 2002. (pp. 07-44).

3. VERA, Oscar. Estado atual da educação escolar. In: PEREIRA, Luiz (Org.). Desenvolvimento, trabalho e educação. RJ: Zahar, 1974.

4. FERNANDES, Florestan. Reforma educacional: a contribuição de Fernando de Azevedo. In: FERNANDES, F. A contestação necessária: retratos intelectuais de inconformistas e revolucionários. SP: Ática, 1995. (pp. 184-200).
5. OLIVEIRA, Marcos Marques de. O articulista Florestan: democracia e educação em tempos de neoliberalismo. In: FÁVERO, Osmar (Org.). Democracia e educação em Florestan Fernandes. Campinas, SP/Niterói, RJ: Autores Associados/EdUFF, 2005. (149-200).

6. TRAGTENBERG, Maurício. Relações de poder na escola. Lua Nova, vol.1, n.4, pp. 68-72, 1985.

7. CHARLOT, Bernard. A violência na escola: como os sociólogos franceses abordam a questão. Sociologias, Porto Alegre, ano 4, n.8, pp. 432-443, jul/dez, 2002.

8. OLIVEIRA, Marcos Marques de. Terceiro setor, voluntariado e educação: os caminhos giddenianos para a privatização do público. In: TORRES, Artemis; SEMERARO, Giovanni; PASSOS, Luiz Augusto. Educação, fronteira política. Cuiabá, MT: EdUFMT, 2006. (pp. 37-48).

9. CATANI, Afrânio; CATANI, Denice; PEREIRA, Gilson. Pierre Bourdieu: as leituras de sua obra no campo brasileiro. In: TURA, M.; VILELA, R. Sociologia para educadores. Rio de Janeiro: Quartet, 2006. 4ª ed. (pp. 127-160).

10. MELO, Maria Benedito Portugal e. Escolas escolares e opções profissionais: entre a família, a escola e os amigos, que papel desempenham os media. Sociologia da Educação. Revista Luso-Brasileira, ano 2,  n.4, pp. 24-53, dez 2011.

11. SILVA, Marco. Educar em nosso tempo: desafios da teoria social pós-moderna. In: TURA, M.; MAFRA, L. Sociologia para educadores 2: o debate sociológico da educação no século XX e as perspectivas atuais. Rio de Janeiro: Quartet, 2005. (pp. 167-192).

Já a Bibliografia Complementar, é esta:

1. MAZZA, Débora. A história da Sociologia no Brasil contada pela ótica da Sociologia da Educação. In: TURA, Maria L. R (Org). Sociologia para educadores. RJ: Quartet, 2006. 4ª ed. (97-126).
2. OLIVEIRA, Marcos Marques de. Cidades-totais: o (nada) sublime espaço pós-moderno. Aparecida, SP: Idéias & Letras, 2013. (No prelo).
3. _______. Florestan Fernandes. Recife: Fundação Joaquim Nabuco / Editora Massangana, 2010. (Coleção Educadores/MEC).
4. _______. As origens da educação no Brasil: da hegemonia católica às primeiras tentativas de organização do ensino. Ensaio. Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 45, p. 945-957, 2004.
5. _______. O desenvolvimento da ação sindical do ensino privado brasileiro. Rio de Janeiro: PREAL - Programa de Promoção da Reforma Educativa na América Latina; FGV - Fundação Getúlio Vargas, 2001 (Caderno de Documentos).

E a Filmografia:

1. Florestan Fernandes – O mestre. Brasil, 2004. 50 min. Direção: Roberto Stefanelli.

Até o primeiro encontro... e um bom início de período letivo a todos!

Att. Marcos Marques
Professor de Sociologia da Educação - DED/IEAR

Nenhum comentário: