"Sem dúvida, a Sociologia não valeria uma hora de trabalho... se não fosse para se atribuir a tarefa de restaurar às pessoas o significado de sua própria ação". [Pierre Bourdieu]
_________________________

"Aprendei a dizer a verdade com propriedade e a propósito: e, se vossos esforços não puderem servir para efetuar o bem, que sirvam ao menos para diminuir a intensidade do mal; porque tudo só será bom e perfeito, quando os próprios homens forem bons e perfeitos; e até lá, os séculos passarão". [Thomas More, em "A Utopia"]
_________________________

"[...] a tendência à crítica faz parte [...] das características profissionais dos intelectuais, que frequentemente julgam o seu país e as suas instituições confrontando a realidade atual com ideias mais do que com outras realidades [...]. Nenhuma obra humana consegue passar incólume por uma provação desse tipo". [Raymond Aron, em "O ópio dos intelectuais"]

16 de janeiro de 2012

Por um novo conceito de 'escola pública'

"Todos juntos e misturados na escola", matéria do Globo de hoje, traz uma importante reflexão sobre as possibilidades de uma "educação alternativa". Centra-se na experiência vivida pelo educador José Pacheco na Escola da Ponte, em Portugal, e na sua tentativa de influenciar a educação em terras brasileiras.

Há alguns anos, tive a oportunidade de entrevistar José Pacheco. Um dos resultados dessa conversa encontra-se no site Pauta Social, sob o título: "Por um novo conceito de 'escola pública'", na qual o ex-diretor da Escola da Ponte defende a ideia de que é preciso derrubar os mitos pedagógicos da escola “moderna” (baseada na trilogia "séries", "aulas" e "turnos").

– Somos herdeiros de um modelo napoleônico de ensino, forjado em idéias e princípios do Século XIX, moldado pelos adventos da Revolução Industrial e da criação das repúblicas nacionalistas. Esse modelo pode ser resumido na quadra “caserna, convento, prisão e escola”, cujas arquiteturas opressivas foram muito bem investigadas por pessoas como Michel Foucault e Pierre Bourdieu.

Clique aqui para ver a matéria completa.

Abs, Marcos Marques

Nenhum comentário: